4

Ciclo Solar 24 Baixo Pode Afetar o Clima da Terra

Os cientistas tinham uma espécie de receita de bolo para prever o comportamento geral de cada ciclo do Sol: rápido crescimento com fortes tempestades na superfície do Sol, atingindo seu pico a cerca de 40% da duração total do ciclo, para entrar no período de declínio lento e pacífico, com poucas tempestades solares que se estendia pelos restantes 60% do ciclo.

A receita de bolo dos cientistas furou e definitivamente estamos vivendo um período atípico do Sol. O primeiro furo das previsões foi quanto a demora do mínimo solar – período de transição entre dois ciclos que geralmente levava 6 meses, mas foram longos e amargos 3 anos para nos enterramos o velho Ciclo 23 e comemorar o novo Ciclo 24.

Mas desde o tão esperado “início” do Ciclo Solar 24 foi anunciado, os cientistas tentam explicar a lenta subida do número de manchas solares (SSN) e o Fluxo Solar que não dura o suficiente para provocar mudanças marcantes na Ionosfera – e consequentemente a falta de propagação decente em HF e VHF+.

Até agora, a observação do Ciclo Solar 24 tem dividido a comunidade científica. Uns alardeiam que este será um dos maiores ciclos da história – estaria o Sol tomando fôlego para começar a efervescer? Parece até projeto para a Copa 2014 que não sai do papel (sic) – outros cientistas, no entanto, levantam uma hipótese diferente e intrigante sobre este marasmo da nossa estrela maior.

Existe uma corrente científica que estuda a possibilidade de estarmos caminhando para um longo mínimo solar, no qual manchas solares seriam escassas. Esta teoria baseia-se em um período parecido ocorrido no passado e nas mudanças climáticas observados recentemente.

Entre os séculos 10 e 18, a Terra passou por um aquecimento global, seguido por um resfriamento global. Estes dois períodos foram chamados pela ciência, respectivamente, de Aquecimento Medieval (950-1250) e Pequena Era do Gelo (1645-1715). Aquecimento e Resfriamento da Terra

No período entre 1645 e 1715, nomeado “mínimo de Maunder”, as manchas solares tornaram-se muito raras no Sol. Os astrônomos nomearam o período em homenagem a Edward W. Maunder, que estudou como a variação das manchas solares influenciam no clima na Terra. [Fonte Wikipedia]

Maunder_Minimum_Sunspot_Numbers

Pouco antes do mínimo de Maunder, houve um período de aquecimento climático chamado de Medieval Warm Perid (MWP) caracterizado principalmente pelo aquecimento do clima no Atlântico Norte, mas identificado em outras regiões como China, Nova Zelândia e outros países. O MWP durou entre 950 e 1250. [Fonte Wikipedia]

A hipótese defendida por alguns cientistas é que estamos vivendo mais um período de anomalia solar – parecido com o mínimo de Maunder. Portanto, o aquecimento global que temos observado nos últimos anos pode ser um alerta para uma nova Era do Gelo causada por um longo período sem atividade solar.

© 2011, DXBrasil. Alguns direitos reservados. Licença Creative Commons

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Luc, PY8AZT

Eu sou o Luc, PY8AZT. Ingressei no radioamadorismo em 1992. Sempre me dediquei ao DXismo e competições de rádio. Nasci em Castanhal, Pará, porém vivo em Fortaleza, Ceará desde 2006, onde opero como PT7AG. Durante os campeonatos de radioamadorismo participo do time de operadores da estação de contest PW7T do Fortaleza DX Group. Há 6 anos, dedico parte do meu tempo ao Portal DXBrasil, contribuindo com informações, notícias e artigos de interesse da comunidade radioamadorística de língua portuguesa. Se você gostou deste artigo, deixe um comentário abaixo...

4 Comments

  1. Pois é, a chuva absurda que caiu aqui no estado do Rio pode ser um sinal disso ai. Nunca antes na história dessa cidade… choveu tanto, tanta coisa foi estragada.

    73,

    Felipe – PY1NB
    Teresópolis-RJ

    • Parece até história de conspiração: clima, ciclo solar, aquecimento global… Mas o fato é que o clima pirou, e se tem alguma força capaz de provocar toda esses desastres é o Sol.

      A contribuição do homem é importante em escalas locais, como ocupação desordenada, falta de planejamento, infra-estrutura, etc… mas só o Sol pode mexer com o clima na estala global!

  2. Você esqueceu ainda as correntes termohalina do Atlantico Norte e do Golfo, que estão perdendo a força, tendo inclusive a do Golfo parado recentemente em 2010. Soma-se a isso a temperatura do oceânica estar diminuindo dados de Satélites da NASA. Rapaz se isso se confirmar é bom comprar roupas de frio.

    • Se vamos morar em iglus, ainda não sei, mas como diria nosso catedrático barbudo ex-presidente “nunca antes da história deste país” as coisas mudaram tão rápido e drasticamente.

      Quanto às correntes termohalina, eu não as citei porque elas já são conseqüência direta das alterações no sol. Mas obrigado por lembrar de mais esse indício da mudança climática.

Deixe uma resposta