Arquivo da categoria: DXpedições

Informações sobre as principais DXpedições no ar

T30PY: Ajude o projeto e concorra a um Rádio

Os bravos radioamadores Alex, PY2WAS; Jim, PY7XC; Orlando, PT2OP; Fred, PY2XB; Xavier, PY7ZY; Ricardo, PY2PT; Fernando, PY4BZ;  e Miguel PY3MM, estarão colocando o radioamadorismo brasileiro em destaque de 16 a 25 de Outubro de 2012.

Todos estarão participando da DXpedição para Western Kiribati com o indicativo T30PY. Esse é um dos mais cobiçados destinos do mundo das DXpedições. Milhares de radioamadores de todo o mundo terão a oportunidade de manter contato com uma figurinha no mundo do DX. Veja o site da DXpedição em http://www.mdxc.org/t30py/.

A Radiohaus, sempre comprometida com o radioamadorismo brasileiro, está apoiando de forma efetiva a DXpedição, pois os custos envolvidos são muito altos.

Clique na figura abaixo para ajudar o time de operadores T30PY e concorrer a um rádio!

A Radiohaus doou para o grupo R$ 5.000,00 em ajuda financeira, um Rádio Icom IC-7000 que será usado na operação e um rádio Alinco DX-SR8T que será sorteado para ajudar com fundos para o projeto.

NH8S: Swains Island, OC-200

O time responsável pela operação em Swains Island, NH8S, informa que os equipamentos, barracas e gerados já encontram-se na ilha. A operação está marcada para o período de 5 a 19 de setembro de 2012. O time terá 7 estações completas que estarão no ar nas bandas de 6 a 160m, inclusive em 60m. O plano é operar em CW, SSB e RTTY 24h por dia durante todos os 14 dias de operação. O foco principal será trabalhar estações Europeias. O log será enviado para a Internet diariamente através de conexão via satélite.

Os operadores confirmados são: 9V1FJ, AA4NN, DJ2VO, DL3DXX, K5AB, K9CS, K9CT, K9NW, N2TU, N4HH, N6HC, N6HD, NA6M, ND2T, SM5AQD, W6KK, W8GEX, W8HC, W8TN e WB9Z.

Swains press release # 3 Aug. 22 2012

The leaders are happy to report that the DXpedition cargo has arrived in American Samoa. The international team of 20 operators are excited about this tent and generator operation. The island ranks number 31 in the DX Magazine most wanted list.  Swains is about one mile in circumference has only five permanent residents and no infrastructure. 

The team will be running seven stations from 6 to 160 including 60m. They will be on CW, SSB and RTTY around the clock for 14 days.   Great emphasis will be in working European stations.  Plans are to update logs on a daily basis by satellite phone. Because there is no regular internet service, the team will have two pilot stations. Valerie NV9L will be the North American pilot while Col MM0NDX will do the honors for Europe. They and John K6MM, the webmaster, will be the only contact to the team for their 14 day stay.

Due to changes in airline flights, they are now scheduled to depart American Samoa on Sept 4, for the 23 hour boat ride to Swains.  Everything will then be off loaded and taken ashore by a small boat.  Along with the radio equipment, antennas, food, and tents, are 19 drums of gasoline for the seven generators. 

The team of highly experienced DXers, contesters and Dxpeditioners are 9V1FJ, AA4NN, DJ2VO, DL3DXX, K5AB, K9CS, K9CT, K9NW, N2TU, N4HH, N6HC, N6HD, NA6M, ND2T, SM5AQD, W6KK, W8GEX, W8HC, W8TN and WB9Z.  There have been several requests to listen into the general band, so please listen to the operator’s instructions.

We are most grateful to NCDXF, INDEXA, and all clubs and individuals who have supported us.  Like all major DXpeditions today, this is a very expensive trip.  Total costs are estimated to be $200,000.  Each member has paid $8000, plus his cost to get to American Samoa.   Anyone who wants to help, can go to our website, www.nh8s.org and click on the donations link.  We are most appreciative to any and all DXers that contribute to help defray the cost of the trip. 

OQSL is available on the website for your convenience.  QSL manager for cards is Joe Blackwell AA4NN, and requests should be sent to him at:

Swains Island DXpedition
P.O. Box 5005
Lake Wylie, SC 29710
USA

PTØS: São Pedro & São Paulo 2012

31/jul/2012: Os preparativos para a DXpedição continuam dentro do planejado. Como o radioamadorismo está, de fato, banido em PY0S, esta operação conseguiu uma autorização especial do Governo, porém eles já avisaram que esta será a última para os próximos anos. O time dará atenção especial às bandas baixas, principalmente para o caminho entre PY0S e Japão que deve ter abertura diária de 1h40min (1945-1225z e 0730-0741z). Solicita-se que nestas janelas de tempo sejam respeitados os comandos dos operadores. O time terá um bom setup para TX em 160m (1KW e boa antena). As antenas de recepção estará limitada ao espaço disponível: flags, DHDL ou verticais em fase.

No sábado passado, Fred e Tomi partiram para São Pedro e São Paulo para realizar uma visita de reconhecimento do local. Eles devem permanecer poucas horas no local. Estão levando um K3, mas não haverá nenhuma operação. O período da operação foi definido: 10-22 de novembro (ajustes no período podem ocorrer dependendo das condições climáticas e de maré na área).


02/jul/2012: Foi anunciada oficialmente para o fim deste ano a DXpedição PTØS – Arquipélago São Pedro & São Paulo. O Grupo Araucária de DX em conjunto com o Time TX3A estão organizando uma operação de 14 dias entre novembro e dezembro de 2012.

Embora ainda exista uma proibição explícita sobre qualquer operação radioamadorística em PYØS imposta por razões ambientais e de segurança, os organizadores receberam uma permissão especial da SECIRM (Secretaria da Comissão Interministerial para Os Recursos do Mar), Marinha Ministério do Meio Ambiente e LABRE para realizar uma atividade de duas semanas no arquipélago.

Para minimizar o impacto ao delicado meio ambiente em PYØS, o time de operadores será composto apenas pelos seguintes operadores (esquerda para direita):

wwzjmlvs

  • George Wallner, AA7JV; participou das seguintes DXpedições com apenas 2 integrantes: Chesterfield Reef (TX3A), Mellish Reef (VK9GMW), Serrana Bank – Bajo Nouveo (5K0T) e Willis Islets (VK9WWI)
  • Fred Carvalho, PY2XB (GADX); presente nas seguintes DXpedições: PY2XB/PYØF, PQØF, VP5/PY2XB, 8P9XB)
  • Peter Sprengel, PP5XX/PY5CC (GADX); presente nas seguintes DXpedições: PYØFM, PWØT, HKØNA)
  • Tomi Pekarik, HA7RY; participou das seguintes DXpedições com apenas 2 integrantes: Chesterfield Reef (TX3A), Mellish Reef (VK9GMW), Serrana Bank – Bajo Nouveo (5K0T) e Willis Islets (VK9WWI)

O foco principal da DXpedição é dar a oportunidade para pequenas estações e QRPistas trabalharem esta rara entidade DXCC em todas as bandas, especialmente em 80 e 160m. Para tal, o time planeja instalar antenas especiais para RX e terão uma estação dedicada a 160m entre o pôr-do-sol e o amanhecer. Outras duas estações estarão disponíveis durante a noite em 80 e 40m. Durante o dia, haverá duas estações nas bandas altas – inclusive em 6m – dependendo das condições. Além de SSB e CW, o time também estará disponível em RTTY.

Mais informações: aqui.

D64K, Comoros (IOTA AF-007)

Um time internacionais de 7 operadores estará ativo em Comoros (IOTA AF-007) entre 8 e 20 de agosto usando o indicativo D64K. O plano é colocar 4 estações operando 160m a 6m, nos modos CW, SSB e RTTY.

Frequências preferidas:

O time é formado pelos seguintes operadores: Salvador, C31CT-EA3QS; Fabrizio, IW3SQY; Franco, IZ8GCE; Josep, EA3AKY; Sigi, DL7DF; Les, SP3DOI e Paolo, IV3DSH.

SOBRE COMORES

A União das Comores (ou simplesmente Comoros, a grafia anglicanizada) é uma república federal insular, que compreende três das quatro ilhas principais do Arquipélago das Comores, entre a costa oriental da África e Madagáscar. [Fonte Wikipedia]

RANKING APÓS D68C

Em 2001, a DXpedição D68K realizou 168 mil contatos. Outras operações menos relevantes foram realizadas desde então, portanto desde então Comoros vem escalando o ranking dos países mais procurados do DXCC. Em 2012, D6 ocupa a posição 60. Os DXistas mais antigos ainda necessitam de D6 nas bandas baixas (e altas), mas Comoros é um “All Time New One” para os DXistas pós-2001.

PROPAGAÇÃO

Abaixo, um gráfico com os prováveis melhores horários para conseguir contato com D6 a partir do Brasil. A fonte de dados foram os 920 QSOs entre D6 e PY confirmados na base de dados do ClubLog.

Para mais informações visite o site oficial aqui.

9M4SLL: Spratly, AS-051 (7-13, Agosto)

Os operadores John, 9M6XRO e Steve, 9M6DXX; estarão ativos como 9M4SLL em Pulau Layang Layang, Ilha Spratly (IOTA AS-051) no período de 7 a 13 de agosto.

Eles pretendem operar de 80 a 10m, em CW, SSB e RTTY, com duas estações com amplificadores lineares usando verticais instaladas na praia. No ranking 2011 dos “100 DXCC mais Procurados” produzido pela DX Magazine, Spratly Island está na posição 29, subiu da posição 32 em 2010.

IMPORTANTE: seu programa de registro de contatos vai identificar 9M4SLL apenas como um indicativo especial em qualquer parte da Malásia (incluindo West Malaysia, East Malaysia e, como neste caso, as demais ilhas que compõe o arquipélago Spratly), é preciso incluir este indicativo como Spratly ou aguardar que o programa seja atualizado.

QSL via M0URX

 Pedidos via direta devem incluir SASE + US$2 ou 1 IRC novo. Para pedidos via OQRS visite http://m0urx.com/oqrs; e pedidos via bureua da RSGB devem indicar “via M0URX”. Os operadores informaram que os logs serão enviados para LoTW assim que a operação terminar, mas não haverá log online durante a DXperação, e informaram que “se você não tem certeza do QSO, por favor nos trabalhe novamente”.

Operadores:

 

 

 

 

Esquerda para a direita: 9M6XRO John Plenderleith (CW & RTTY) & 9M6DXX Steve Telenius-Lowe (SSB) 

Fonte: DX-World

Brunei, OC-088

Membros do Gemilang Amamteur Radio Club (GEMILANG Radio) e Mediterraneo DX Club estarão juntos na iniciativa para patrocinar e planejar mais uma DXpedição, desta vez para Brunei (OC-088).

UPDATE: A “magia” estará de volta a Brunei! Os operadores conseguiram permissão para operar em 50MHz. Além das estações já anunciadas, haverá mais uma estação dedicada 24h para a banda de 6 metros. Não há operação em 50MHz, chamada de “banda mágica”, em V8 há pelo menos 10 anos.

Um time mult-nacional (90% dos operadores responsáveis pela DXpedição 9N7MD) estará ativo como V84SMD no período de 11-23 de novembro. A atividade será nas bandas 160-10m, incluíndo 30/17/12 metros, nos modos CW, SSB e RTTY. Eles estão planejando ter 15 a 18 operadores com 4 ou 5 estações 24h no ar. O grupo está fazendo uma enquete para descobrir a demanda sobre banda/modo em seu website: http://www.mdxc.org/v84smd/brunei-survey. QSL via IK2VUC, direto, via Bureau ou OQRS. O log será carregado no LoTW até 5 meses depois da operação. Para mais informações, visite o site oficial aqui. http://www.mdxc.org/v84smd.

Projeto P5: Atualização

Em nota, Rick K6VVA, esclarece que não terá nenhuma vantagem financeiro sobre o projeto “P5 ‘CW ONLY’ and IOTA AS-197” e que a ONG que receberá as doações está preparada para fazer a ajuda chegar ao destino correto.

Outro ponto que tem recebido criticas é a restrição “CW ONLY” da DXpedição a um local tão raro. Rick rebate estas críticas de forma contundente:

(…) Meu entendimento é que as últimas operações em P5 resultaram em cerca de 16 mil QSOs com cerca de 12 mil indicativos diferentes, e a maioria deles foram em SSB. Vamos encarar a realidade aqui. Com tantos ainda necessitando de pelo menos 1 contato com P5 (especialmente em CW), eu posso apostar que pelo menos 75% daqueles que já tem um QSL em SSB com P5 nas mãos estariam novamente em TODOS pileups de P5 em SSB (até mesmo na mesma banda já trabalhada e confirmada) apenas porque eles podem, ou não nada melhor para fazer. Desculpem-me, mas eu não estou interessado em gastar o monte do meu dinheiro para ir trabalhar “dupes” em SSB que já tem um QSL de P5, e ver tantos operadores com estações modestas (muitos destes que só operam em CW) perder a oportunidade de seu primeiro QSO com P5 e com IOTA AS-197.

Quanto as intenções de doação recebidas, Rick agradece dizendo que está “extremamente encorajado pelo nível de generosidade já expressada pela parte humanitária deste projeto em tão pouco tempo”. E reafirma que:

  1. Ninguém é obrigado a fazer doação voluntáriade qualquer valor ou qualquer momento.
  2. Ninguém é obrigado a fazer doação para receber um QSL do contato com P5.
  3. Ninguém é obrigado a participar do pileup para tentar um contato com P5.

A nota completa de atualização pode ser lida aqui.

Projeto P5 "CW ONLY" & IOTA AS-197

k6vva-p5

Em anúncio bombástico, Rick K6VVA – experiente DXpedicionário e famoso por colocar no ar vários grupo IOTAs raros e inéditos – informa que está em avançado estágio de negociações para obter licença para operar como P5/K6VVA, na Coréia do Norte (o DXCC mais raro do mundo) e, de quebra, colocar no ar o grupo IOTA AS-197 pela primeira vez.

Segundo o Rick, “nos últimos 6 anos eu tive mais de 50 conversas telefônicas cordiais” em busca de permissão para operar em P5, seguidas por troca de e-mails e propostas para obter a licença de operação naquele país. A burocracia exigida é para operar na Coreia do Norte é enorme, nada estranho em um dos países mais fechados do mundo. Apesar desses contatos, o projeto começou progredir quando ele mudou de estratégia.

A estratégia do Rick para transformar os últimos sucessivos “não” em um tão esperado “SIM” para seu projeto foi apoiar financeiramente uma Organização Não Governamental (ONG) muito bem respeitada pelo governo Norte Coreano.

Há pelo menos um ano, Rick tem doado milhares de dólares para duas ONGs. As doações foram aplicadas em ações humanitária sob forma de insumos agrícolas, comida e medicamentos para comunidades correntes na Coréia do Norte supervisionadas diretamente pelas duas instituições para garantir a integridade do programa.

Nos últimos meses, as ONGs começaram a discutir um projeto que pode ser benéfico quanto às ONGs quanto ao radioamadorismo mundial. A ideia é combinar a necessidade de uma DXpedição P5 “CW ONLY” e a primeira ativação de um grupo IOTA “NEW ONE” em P5 com os legítimos objetivos “Culturais” e “Humanitários” das ONGs para sensibilizar as autoridades do governo Norte Coreano da necessidade de uma operação radioamadorística em seu país.

O projeto ainda não está aprovado. Apesar destes 6 longos anos, a permissão inda está tramitando por entre as entranhas do governo. Pelo menos 4 Ministérios (incluindo o Militar) precisam aprová-la.

Neste momento, Rick não está pedindo qualquer contribuição para financiar sua DXpedição. Segundo ele, os custos da DXpedição serão pequenos frente ao que já foi investido por ele neste projeto. Mas o projeto depende sensivelmente de doações para as causas humanitárias, uma vez que o principal mote do projeto é que “os Radioamadores são conhecidos pela sua generosidade em causas humanitárias”.

No anúncio abaixo, há um link para um formulário no qual cada um pode preenche-lo informando seus dados e a quantia você estaria disposto a doar para causas humanitárias na Coréia do Norte caso a DXpedição seja autorizada.

Atenção: neste momento Rick não está coletando qualquer quantia, ele apenas querem saber qual o volume de recursos ele eventualmente poderia alavancar caso o projeto aconteça.

“This is NOT a solicitation for contributions or donations, but only an inquiry to obtain an idea as to the possibilities of achieving the minimum "threshold" amount set forth in the proposal to hopefully make this "Cultural & Humanitarian" endeavor also become a reality for P5 "CW ONLY" and first time activation of IOTA AS-197.”

Abaixo, a nota divulgada hoje sobre o projeto:

HISTORY…

During the past 6 years, I have had more than 50 cordial telephone conversations with D.P.R.K. personnel seeking official permission to operate from P5. Along with email proposals and discussions in this matter, substantial efforts have been made to obtain a P5 license.

For more than a year now I have now been working with an NGO Organization which is well respected in the D.P.R.K. as a result of Humanitarian work they have done in P5 for many years. I have personally donated several thousands of dollars to this organization and another NGO specifically for both Food and Medical related relief projects to the people in need within the D.P.R.K. Representatives from both organizations personally supervise the final delivery and distribution of agricultral, food and medical related items in the D.P.R.K. to ensure the integrity of the donation programs.

NEW DEVELOPMENTS…

For several months now my NGO contact and I have been discussing a possible new venue which would be mutually beneficial in helping to accomplish each of our objectives in the D.P.R.K.

A longstanding goal has been to combine the need for a "CW ONLY" P5 Expedition with the first time activation of at least one P5 IOTA "NEW ONE". I believe an opportunity now exists to combine these goals in conjunction with unique "Cultural" and "Humanitarian" objectives which have been formulated for review by D.P.R.K. Authorities. There is strong support from the NGO in this effort.

CLARIFICATION…

I need to make it very clear than I am *NOT* seeking any donations at this point, but rather only an indication of the level of potential contributions for the related "Humanitarian" purposes likely required in order for approval of this project and issuance of a P5 license.

Although I will be paying ALL my own expenses for the Expedition, a quite large "threshold" amount for the "Humanitarian" part of the proposal has been established which may be necessary for this P5 Project to succeed. NO future donations will come to me personally, but rather be directed to the very well-respected NGO specifically earmarked for the D.P.R.K. relief part of the P5 Project proposal AFTER the Expedition has concluded. There are some remaining details yet to be finalized.

THE CHALLENGE…

WRITTEN APPROVAL from at least four separate D.P.R.K. Ministries and entities (including the D.P.R.K. Military) is necessary in order for this to happen. Based upon a detailed review of several previous P5 Expedition attempts that did not result in getting on the air, a key objective in this matter is to minimize potential failure upon arrival at the final destination in P5.

It has been a very long 6 years thus far, but I believe the time has finally come to "fish or cut bait". I’ve espoused that "Ham Radio Operators" are known to be generous contributors to Humanitarian causes. Being able to provide an indicator of this to the D.P.R.K. Authorities up-front can potentially make the difference between another "No", or finally "YES" in obtaining the desired P5 license.

Another purpose of this Expedition is to hopefully further "open the door" for a future Multi-Operator venue in P5, as well as activation of the other 3 remaining P5 IOTA "NEW ONES".

PREPARATION…

My FIVE 2011 IOTA Expeditions to NA-041, NA-066, NA-091, NA-184 and NA-242 ("NEW ONE") were also used to fine-tune operational matters as well as test antenna designs for P5 use in a small venue footprint most likely acceptable to the D.P.R.K. Authorities. The plan is 4 days QRV with 200 watt radios and "Verticals near salt water". I have all the radio, antenna and computer equipment necessary for this expedition, including two KPA500 amplifiers (approval for use of the amps in P5 is questionable at this time).

Thanks very much in advance for your possible participation in the Humanitarian aspect of this P5 "CW ONLY" and IOTA AS-197 Project. For Any Updates, Check TWITTER.

CLICK HERE TO INDICATE YOUR INTEREST LEVEL

73…
Rick, K6VVA * The Locust
FOC (First Class CW Operators’ Club)
NCCC Co-Founding Member

7O6T vs. Israel: Radioamadorismo & Política

Um grupo de radioamadores israelenses fez um protesto na Internet contra a aprovação para crédito no DXCC da Dxpedição ao Yemen 7O6T. Segundo os radioamadores israelenses, os operadores da 7O6T se recusam a fazer contatos com estações com prefixo 4Z e 4X. O grupo informa que Israel não tem lista de países banidos, portanto o ato de ops operadores da 7O6T de se recusarem a fazer contato com eles representaria,no mínimo, uma violação dos princípios e do espírito do programa DXCC.

Os operadores da 7O6T tem o apoio oficial do Governo do Yemen através dos Ministérios do Interior, da Informação, do Rádio, das Telecomunicações e da Tecnologia da Informação – aparentemente eles tem mais Ministérios que nós brasileiros (sic). Apesar do time não admitir oficialmente, há uma grande possibilidade que a licença de operação tenha sido concedida mediante alguma condição, como por exemplo não realizar nenhum contato com Israel. Fato é que até o momento não há um único QSO com estações israelenses entre os quase 138 mil QSOs realizados nos 14 dias de operação.

Não há confirmação de que os protestos israelenses tenham sido oficialmente encaminhados para o ARRL DXCC Desk ou se ficaram apenas no mundo online. De qualquer modo, toda discussão foi repentinamente interrompida em 5 de maio, quando o Award Branch Manager da ARRL, Bill Moore, NC1L, divulgou uma nota oficialmente aprovando a operação no Yemen que acabara de entrar no ar com o indicativo 7O6T para crédito no programa DXCC.

O princípio do radioamadorismo é estar acima de diferenças raciais, religiosas e política. Porém, nosso hobby depende fortemente da colaboração e parceria de governos locais para obter licença de operação. Isso deixa uma questão no ar: O DXCC deveria aprovar uma operação que fere diretamente os princípios éticos do radioamadorismo?

Intrepid DX Group Cancela DXpedição à Somália

O Grupo Intrepid DX, através de uma nota assinada por Paul, N6PSE, comunica o cancelamento da DXpedição à Somália programada para novembro de 2012.

Devido a recente operação na Somália pelo grupo 6O0CW, o Intrepid-DX Group decidiu cancelar nossos planos anteriormente anunciados de realizar uma DXpedição em novembro de 2012 como 6O3A. Nós sentimos que a necessidade de contatos com 6O foi suficiente dimunuída ao ponto de não vale a pena continuarmos com nossos planos. Nos próximos dias, vamos devolver 100% de todas as doações que recebemos. Nós esperamos fazer outras ativações raras em 2013.

A licença 6O3A continua válida e pode ser operada eventualmente por Darko Rusman, E70A a partir da Somália.

DXCluster: Uso Anônimo, será?

f445tkqd

É indiscutível que o advento do DXCluster permitiu um extraordinário avanço na prática do DXismo. Hoje, basta se conectar a algum DXCluster para saber onde estão as figurinhas. Mas pouco a pouco, a rede de DXClusters mostra sua fragilidade e uma lado negro que não combina com o radioamadorismo.

Muitas pessoas acreditam que podem usar o DXCluster anonimamente para fazer uma crítica, ofender ou mesmo fazer acusações e que permanecerão no mais perfeito anonimato. Não é bem assim.

No primeiro dia da Dxpedição-surpresa ao Yemen, 7O6T, eu, PT7AG/PY8AZT; Barreto, PT7CB e Fabiano, PT7AK/PY3VK nos encontramos na PW7T – estação de contest do Fortaleza DX Group – para tentarmos entrar no log, pois nem um de nós temos estação em casa e não queríamos perder a chance de trabalhar um dos DXCC mais raros do mundo, assim como qualquer outro DXista.

Ouvimos a 7O6T primeiro em 15m CW, em seguida eles também estavam em 20m SSB, mais tarde em 40m CW. Então, nos distribuímos nas três estações independentes que temos na PW7T e passamos a enfrentar o pileup. A estratégia era: quem conseguir o contato primeiro se revessaria com os demais.

O primeiro QSO foi em 21024 em CW. Eu trabalhei como PT7AG, depois o Fabiano também trabalhou como PT7AK, depois ele trabalhou novamente como PY3VK. Eu ainda tentei trabalhar como PY8AZT, mas só consegui mais tarde em 20m SSB. Enquanto eu tentava meu QSO, ouvimos alguém trabalhar a 7O6T com o indicativo PT7CB.

Todos sabem que o Barreto não faz CW, além do mais ele estava do nosso lado tentando seu primeiro contato em 20m SSB. Poucos minutos depois, quando estávamos avisando o Barreto do ocorrido, vimos no DXCluster os dois spots abaixo:

PT7GRONGA- 21024.0 7O6T Muitos QSO Gronga, que beleza! 0043 01 May Yemen
GRONGA-@   21024.0 7O6T Muitos QSO Gronga, que graça   0040 01 May Yemen

GRONGA seria a maléfica e imoral prática de trabalhar uma figurinha DX em nome de outra estação, no intuito de “ajudar” o colega. Além de imoral é uma prática que TODOS os DXistas sérios abominam, pois qual a lógica de deixar outra pessoa fazer um contato por você?!

Como eu acho que todos tem o direito de dar sua opinião, seja ela qual for (igual ou diferente da minha), desde que isso não seja feito de forma ANÔNIMA, resolvi procurar a origem do spot para que o autor dos spots saiba que usar o DXCluster de forma anônima não é tão seguro como ele pensa. Quem sabe, ao ler este artigo ele resolva se pronunciar publicamente informando seu nome e indicativo.

Deixando Rastros Digitais

Tudo que você faz em frente a um computador conectado à Internet deixa um “rastro digital”. Esse rastro é o seu IP, um número de identificação que seu provedor lhe fornece no momento que estabelece sua conexão. O provedor registra por 5 anos qual IP cada cliente usou e por qual período.

Portanto, ao visitar um site, enviar um email, conectar-se a um DXCluster você deixa registrado seu IP nos servidores por onde passou.

O primeiro passo foi descobrir o IP de origem dos spots. Pois bem, passei alguns dias enviando emails, pedindo ajuda aos administradores de DXCluster, explicando que o spot foi anônimo, e finalmente recebi de volta a resposta informando o IP de origem dos dois spots:

Hello Luc Moreira

I’m administrating www.dxsummit.fi and you can e-mail me if you have something to ask. I don’t know why the Report Abuse didn’t worked for you sorry about that. 
The spots are sent from IP: 177.106.231.204 , spots are removed and the sending callsigns and IP are blocked.

Best regards.

Como podem ver, as mensagens dos spots foram removidas do servidor do dxsummit:

PT7GRONGA-     21024.0 7O6T         Message removed!      0043 01 May   Yemen
GRONGA-@       21024.0 7O6T         Message removed!      0040 01 May   Yemen

Com o IP de origem dos spots, passei a buscar onde este IP foi utilizado. A Internet oferece ferramentas que mostram inclusive a localização geográfica do usuário.

O resultado da pesquisa sobre o IP mostra a localização geográfica do servidor do provedor que forneceu o IP para o usuário:

vh4rqtrw

Como todos tem direito a sigilo de seus dados pessoais, até mesmo quem comete um crime, para chegar ao nome e endereço do autor dos spots teríamos que pedir autorização à Justiça, então o provedor seria obrigado a fornecer os dados do cliente. Como não estamos procurando um pedófilo ou um assassino em série, e achamos que foi somente um ato impensado de pré-julgamento por achar que havia apenas uma única pessoa fazendo todos os contatos por mim, Barreto e Fabiano, resolvemos parar por aqui.

O objetivo era apenas mostrar que se esconder por trás de um nome falso para dizer na Internet o que não tem coragem de dizer pessoalmente é arriscado. Você pode arranjar muitos problemas com a justiça brasileira, além de passar por uma baita vergonha entre seus pares.

XZ1K: Pequena atividade em Myamar

Simon, HS0ZIB, está trabalhando como professor de informática em escolas primárias na Tailândia e Myamar, passando uma semana em cada país alternadamente. Ele acaba de receber licença para operar como XZ1K em Myamar. Esta não é uma DXpedição e ele não usará grandes antenas. No início, Simon espera operar apenas em SSB nas bandas de 10 e 20m, e talvez em 40m SSB e PSK. Atividade em CW somente quando ele se sentir mais seguro no código morse. Lembre-se: não é uma DXpedição e ele deve estar disponível o máximo de tempo que puder. QSL via bureau pode ser solicitado via OQRS, uma doação de $5 é opcional. O log será enviado para o LoTW e eQSL. Mais informações no site oficial aqui.

7O6T: Yemen 2012 (Ilha Socotra IOTA AF-028)

snvi5ry3

Uma grata notícia pegou todos de surpresa ontem. Yemen, o quinto DXCC mais procurado do mundo entre no ar hoje com o indicativo 7O6T. Pelo menos seis estações estarão operando 10-160m em CW, SSB e RTTY até o dia 15 de maio. Além de ser uma entidade DXCC rara, os contatos com 7O6T também valerão para o programa IOTA (Ilhas no Ar), pois as estações estão localizadas na ilha de Socotra (AF-028) extremamente rara!

O time de operadores é formado por 8 russos, 3 Norte Americanos, 1 da Mongólia e 1 da Sérvia. Eles vão operar 6 estações equipadas com pequenos amplificadores de potência (500-800Watts) com vários tipos de yagis e verticais, incluindo algumas antenas de recepção e beverages.

Segundo o time informa em seu website (http://www.yemen2012.com/), o projeto de operar no Yemen existe há mais de 2 anos, período dedicado a obter uma permissão legal e fazendo arranjos logísticos com os operadores.

As frequências preferenciais de operação serão estas:

BAND    CW    SSB   RTTY
160   1824   1845 
80    3504   3780 
40    7004   7065*  7035
30   10104         10140
20   14024  14145  14080
17   18074  18145  18100
15   21024  21295  21080
12   24894  24945  24920
10   28024  28495  28080
*7180 also

O Yemen ocupa o quinto lugar na pesquisa “Most Wanted DXCC” realizada anualmente pela DX Magazine e o sexto lugar na lista “Most Wanted” do Club Log. A Ilha de Socotra recebeu apenas uma operação radioamadorística no fim de 1964, fazendo desta ilha a mais procura do mundo no programa IOTA.

As condições de propagação entre Brasil e Yemen estão bastante favoráveis para as bandas entre 10 e 30m entre 18 e 01z (após o pôr-do-sol até 22 horário local). Contatos nas bandas baixas serão muito raros, porém o melhor período para tentar 40/80m é entre 22 e 02z. O sunrise (amanhecer) no Yemen é pouco antes das 03z, portanto melhor janela de tempo para tentar um QSO na Top Band (160m).

Abaixo, propagação detalhada banda vs horário UTC.


Propagação para 7O6T - Abril 2012 (33,4 KiB, 199 hits)  Propagação para 7O6T - Abril 2012


Reporte seus QSOs com 7O6T nos comentários para ajudar outros radioamadores a tentar um QSO com esta entidade rara.

6O3A: DXpedição Somália 2012

nvhhucep

Um grupo de operadores 5 países está se preparando para realizar uma grande DXpedição à Somália, usando o indicativo 6O3A (Seis Oscar três Alpha). Os planos são de manter 5 estações operando em todas as bandas 10-160m e em todos os modos:

image

6O3A LOGOA DXpedição é organizada pelo Intrepid-DX, Co-Liderada por N6PSE e K3LP. No site oficial é possível participar de uma pesquisa sobre quais as bandas e modos a comunidade demanda (participe da pesquisa). O grupo tem um foco principal em dar a oportunidade de contatos nas bandas baixas entre 6O e Costa Oeste dos EUA, KH6, ZL, VK e JA.

Operadores:

EA2RY_01N6OX_01K3VN_01K6MM_01N2WB_01YT1AD_01K1LZ_01RA9USU_01JH4RHF_01K3LP_01

ZL9HR: DXpedição à Ilha Campbell (IOTA OC-037)

di1zocpw

ZL9HR – Campbell Island New Zealand DXpedition 2012

O Hellenic Amateur Radio of Association of Australia (HARAOA) está organizando uma DXpedição para a Ilha de Campbell ZL9 (IOTA OC-037) na Nova Zelândia entre 17 e 30 de novembro de 2012. ZL9 ocupa a posição 15 na lista dos DXCC mais procurados. Os organizadores estão convidando operadores experientes para compor o time, interessados entrar em contato com Tommy pelo email vk2ir@vk2ir.com para mais informações.

8R1PY: PY2WAS & PY2PT em Georgetown, Guyana

fpkimtdq

A estação 8R1PY estará no ar entre 5 e 8 de Abril, com os operadores PY2WAS e PY2PT operando na cidade de Georgetown, capital da Guyana. Eles devem estar ativos nas bandas de 10 a 80m, modos CW e SSB. Farão o possível para operarem em RTTY e na banda de 160m. Mais informações no website oficial: http://www.mdxc.org/8r1py. [TNX PY2PT]

DXpedição a São Pedro & São Paulo (PYØS) (1 de Abril)

jxjqphl5

Recentemente, os radioamadores foram surpreendidos com uma tácita proibição de qualquer atividade radioamadorística no Arquipélago de São Pedro e São Paulo. O site do PROARQUIPÉLADO informava:

Não são autorizadas expedições radioamadorísticas ao ASPSP, pois não atendem os objetivos do PROARQUIPELAGO.

Os Radioamadores estariam proibidos de realizar Dxpedição no Arquipélago de São Pedro e São Paulo (PYØS) sem uma justificativa plausível, uma vez que nossa atividade pode não atender aos objetivos do PROARQUIPÉLAGO, mas atenderia a outros objetivos e demandas nacionais e internacionais.

hmp3gz2e

O Arquipélago  consiste em um conjunto de ilhas  rochosas situadas no hemisfério Norte, sobre a Dorsal Meso Atlântica (00º 55,01’ N e 029º 20,76’ W, a cerca de 1.100 Km da cidade de Natal – RN e 520 Km  do Arquipélago de Fernando de Noronha – PE). É o ponto do Brasil mais próximo da África, distando aproximadamente 1820Km de Guiné Bissau. Trata-se de um remoto grupo de ilhas, próximo à linha do Equador, que ocupa uma área emersa de cerca de 17.000 m2, cuja elevação máxima é de 18 m acima do nível do  mar (Wikipedia). Segundo a lista anual de locais mais procurados na lista do DXCC, São Pedro e São Paulo (PYØS) ocupa a posição de 16 lugar entre as 343 entidades válidas.

Mas uma luz surgiu no fim do túnel. Uma comissão de DXpedicionários formada por Gus W4BPD, Don W9WNV e Danny VP2VB, esteve reunida com o representante do Meio Ambiente no Brasil, Francisco Alves Mendes Filho. O objetivo da reunião foi apresentar o radioamadorismo e mostrar que nossa atividade não causa qualquer dano ao meio ambiente. Inclusive, seria uma grande oportunidade para mostrar como os Brasileiros estão cuidando tão bem do seu Meio Ambiente nos últimos anos.

Os DXpedicionários tem larga experiência em operar em locais remotos e com meio ambiente frágil. O Sr. Mendes reconheceu a importância do radioamadorismo e ficou impressionado com a paixão que o grupo de operadores falava do nosso hobby. Segundo ele, são atividades como estas que deveriam ocorrer frequentemente nas ilhas oceânicas do Brasil.

Ficou decidido então que no dia 1 de novembro – coincidentemente Dia de Todos os Santos, será realizada uma operação piloto em São Pedro e São Paulo, sob a supervisão geral do Ministério do Meio Ambiente.

Em nota o representante do Meio Ambiente, Francisco Mendes, reconheceu que a decisão de prévia proibição de qualquer atividade radioamadorística em São Pedro e São Paulo foi precipitada e desnecessária e reforça seu total apoio aos radioamadores.


Este artigo é uma pegadinha de 1 de abril. Explicação…

Lamentavelmente, PYØS não receberá uma operação piloto em 1 de novembro. Este artigo é uma pegadinha de 1 de abril. Os três radioamadores listados acima: W4BPD, W9WNV e VP2VB são na verdade os primeiros DXpedicionários, que literalmente inventaram esse negócio de colocar o rádio das costas e ir para um local remoto apenas para dar a oportunidade de todos fazerem um contato com um novo DXCC. Destes, apenas o Don Miller W9WNV ainda está vivo. Ele passou cerca de 40 anos na cadeia, acusado de ter assassinado sua esposa em um incêndio. Atualmente ele tem o indicativo AE6IY e prometeu em 2005 que iria voltar ao rádio, mas continua QRT.

Outro personagem desta história fictícia é o representante do Meio Ambiente, Francisco Alves Mendes Filho, mais conhecido como Chico Mendes. Chico Mendes foi um seringueiro, sindicalista e ativista ambiental brasileiro. Sua atividade política visada à preservação da Floresta Amazônica e lhe deu projeção mundial. Ele foi assassinada na porta da sua casa em Xapuri, (PT8) no dia 22 de dezembro de 1988, a mando de um fazendeiro que pensava que matando um homem apagaria também suas ideias e ideais.


T3ØPY & T3ØSIX: Kiribati Ocidental em 2012

T3ØPY, Westen Kiribati

Um grupo de conhecidos DXistas brasileiros anunciou que está organizando uma grande operação ao Atol de Tarawa, no Kiribati Ocidental em outubro deste ano. Eles usarão dois indicativos de chamada: T3ØPY, que será usado em HF (10-160m) e T3ØSIX que será exclusivo para 6 metros. O Grupo planeja operar com 3 estações em HF e uma estação em 6 metros, em todos os modos (SSB, CW, RTTY, EME (possivelmente, em 6m). A operação está marcada para o período de 16-25 de outubro de 2012.

O grupo é composto por conhecidos e experientes operadores brasileiros:

PT2OP - OrlandoPY2PT - RickPY2XB - FredPY2WAS - AlexPY4BZ - FernandoPY7XC – JimPY7ZY – CiroPY3MM – Miguel

Um projeto dessa envergadura implica em altos custos com logística, portanto é fundamental apoiar a iniciativa destes homens que deixarão o conforto do seu lar e suas famílias para viajar meio mundo com o único objetivo de nos dar a oportunidade de um QSO raro. Em alguns dias, o grupo terá um site oficial (http://www.mdxc.org/t30py/) que terá o apoio do Mediterrâneo DX Club. Através do site, qualquer radioamador poderá fazer doações usando sua conta no PayPal ou se não tiver conta no Paypal, poderá doar usando seu cartão de crédito.

Abaixo o Prass Release #1

PRESS RELEASE

É com muita honra que anunciamos a Expedição ao atol de Tarawa, em Kiribati Ocidental, entre 16 de outubro de 2012 e 25 de outubro de 2012, quando dois indicativos serão usados: T3ØPY para uso de 10 a 160m e T3ØSIX para 6m. Espera-se ter 3 estações transmitindo simultaneamente em HF e 1 estação em 6 m. Os seguintes modos de emissão serão utilizados: SSB, CW e RTTY. EME em 6m pode ser possível, mas não está ainda confirmado.

O time, nesse momento, é formado pelos seguintes operadores brasileiros: PT2OP – Orlando, PY2PT – Rick, PY2XB – Fred, PY2WAS – Alex, PY4BZ – Fernando, PY7XC – Jim, PY7ZY – Ciro, PY3MM – Miguel e PP1CZ, Leo.

O site da Expedição será lançado em alguns dias em http://www.mdxc.org/t30py/, o qual será suportado pelo Mediterraneo DX Club. Considerando os altos custos de logística, doações serão bem-vindas para ajudar o time a suportar os custos que serão incorridos. Haverá um botão para doações no site, pelo qual o doador poderá clicar e usar o Paypal para efetuá-la..

73,

T30PY/T30SIX Team

PS5F: DXpedição Ilha Santana de Fora (SA-088 DIB SC-10)

Update 4/fev/2012:

No momento a PS5F está em 28 MHz CW e 21 MHz RTTY com bom rate. Com a melhora da propagação na parte da tarde, retornaremos para SSB. A presença dos brasileiros em nosso log está ótima.
Ultrapassamos os 1500 contatos em menos de 24hs de operação. A maioria esmagadora dos contatos foi realizada nas bandas altas, pois estamos sem condições para as demais bandas.
Em anexo, segue a foto que antecedeu nosso embarque na manhã de ontem.
Obs.: atualizamos nosso log no clublog e dentro de instantes deverá estar disponível.
VY 73 de PP5BZ Fábio
PS5F DXpedition
Santana de Fora Is
SA-088, DIB SC-10
03 a 06/02/2012

IMG_2125[1]

Está chegando a hora da PS5F entrar no ar desde a Ilha Santana de Fora (SA-088 DIB SC-10) desde o litoral sul catarinense, em Imbituba.

aljm2nvd

Praticamente 90 dias passaram-se desde o anuncio da ativação, e desde então, todo o time vem trabalhando de maneira a garantir que a atividade na ilha ocorra sem contratempos, ou que estes sejam mínimos, caso ocorram.

Em nome de todo o time (PP5BK, PP5BZ, PP5VK, PP5ZB, PU5ATX e PY3OZ) gostaria de agradecer todo o apoio e as manifestações/incentivos que nossa equipe vem recebendo. Estejam certos de que faremos nosso melhor e desta forma retribuiremos a confiança depositada.

Embora a ilha esteja a uma distância relativamente pequena da costa, a mesma não possui nenhuma infra-estrutura. Desta forma, embora estejamos levando na bagagem (que não é pouca…) modens 3G, não sabemos como estes irão comportar-se. Sendo assim, nosso acesso à internet poderá ficar comprometido. De qualquer maneira tentaremos atualizar as informações aqui pelas listas. Estaremos no ar em duas bandas simultaneamente, graças à filtros que nos foram emprestados gentilmente pelo Araucária, na pessoa do Atilano.

Por tratar-se de uma operação na SA-088 após mais de oito anos (07/2003), estamos certos de que teremos uma boa movimentação nas bandas. Contudo, toda e qualquer ajuda no que se refere a divulgação é muitíssimo bem-vinda. Quando formos escutados, eventuais spots certamente farão a diferença.

Hoje (quinta-feira, 02/fevereiro) último dia antes do embarque, estamos completamente envolvidos com os últimos detalhes e checagens, sendo muito dificil novos contatos por e-mail. Sendo assim, o PS5F Team aguarda contatar à todos entre os dias 03 e 06/02.

Baita Abraço de PP5BZ – Fábio
PS5F DXpedition
Santana de Fora Is
SA-088, DIB SC-10
03 a 06/02/2012