Arquivo da categoria: Radiorama

Panorama Radioamadorístico

PY7ALC, Gert Wallerstein (SK)

Com profundo pesar comunico o falecimento de nosso colega e meu grande amigo GERT WALLERSTEIN, PY7ALC, ocorrido na data de hoje, 29 de outubro, em RECIFE-PE, aos 76 anos de idade.

Nosso amigo Gert Wallerstein, PY7ALC foi, sem a menor sombra de dúvidas, um dos mais brilhantes Radioamadores brasileiros. Nascido na Alemanha durante o regime nazista, sua família, que era judia, foi obrigada a sair daquele país no ano de 1936.

Brilhante técnico em eletrônica, radicou-se em São Paulo, onde trabalhou em diversas rádios na manutenção de transmissores, mas nunca pode tirar sua licença de Radioamador devido a uma irônica condição: como ainda não era naturalizado, impedido apenas por sua menoridade civil, não contava também com a cidadania alemã, pois embora fosse natural daquele país, estava impedido da condição de cidadania, devido ao fato de ser judeu, e dessa forma, não poderia ser Radioamador.

Enquanto aguardava a possibilidade de sua naturalização, Gert dedicou-se aos estudos de eletrônica, desenvolvendo interessantes projetos. Com apenas 13 anos de idade, foi o autor de um interessante projeto de transmissor de AM de 15 Watts para as faixas de 40 ou 80 metros com uma válvula 6L6 modulando outra 6L6, que se tornou conhecido ao ser divulgado em 1949 na “lição prática nº 27” do “curso prático de radiotécnica” do famoso Instituto Monitor, e dessa forma esse transmissor acabou se tornando o equipamento caseiro mais difundido entre os Radioamadores novatos nas décadas de 1950 e 1960: http://www.813am.qsl.br/artigos/tx/tx_monitor.pdf

Em 1954, quando Gert finalmente conseguiu a cidadania brasileira, montou um transmissor para a faixa de 80 metros, pois seu maior sonho era poder operar naquela banda, mas teve aí sua primeira desilusão: devido ao ciclo solar da época, a propagação para aquela faixa estava completamente fechada, e por este mesmo motivo, absolutamente abandonada.

No ano de 1965, já em RECIFE-PE, fundou com outros empresários a Eudgert, para se dedicarem à produção de equipamentos de radiocomunicação. Lamentavelmente a Eudgert encerrou suas suas atividades em 1975, pois os demais sócios de Gert Wallerstein, que não eram Radioamadores, não tiveram mais interesse na continuidade das atividades.

Um fato curioso que poucos conhecem: a Yaesu tentou comprar a Eudgert no início da década de 1970, com a intenção de transferir a produção de seus equipamentos para o Brasil, mas a burocracia brasileira impediu a realização dessa fusão.

Sendo uma pessoa responsável, Gert nunca se conformou com o fato dos integrados Plessey apresentarem aquele problema crônico de corrosão com o passar dos anos, e mesmo após ter se afastado de sua indústria, gastou uma pequena fortuna comprando todos os integrados que encontrou a venda na Europa, para poder repor, gratuitamente, aos seus antigos compradores do Eudgert Diamante. Prestativo, para enviar essa encomenda ele acondicionava um kit completo de integrados numa embalagem plástica de saboneteira dentro de uma caixa de papelão, para evitar que qualquer manuseio descuidado pudesse danificar aqueles raros componentes. Eu tive a honra de receber dele – gratuitamente, diga-se de passagem – a última dessas “saboneteiras” com uma série completa com os últimos integradinhos que ele conseguiu comprar – a alto preço. Ele também me confirmou ter sido humilhado por alguns colegas a quem socorreu, tendo virado motivo de chacota por ter escolhido aquela embalagem “simplória”. O problema é que naquela época ele não conseguiu opção melhor para essa finalidade, mas quem a recebeu pode confirmar que ela era perfeita, tanto é que a guardo como uma das minhas mais importantes “relíquias” da minha coleção!

Apesar de ter uma vida marcada por tragédias (ter nascido Judeu na Alemanha nazista, ter perdido a mãe no parto, se ver obrigado a abandonar o país natal

devido ao antissemitismo, viver anos sem ter direito a nenhuma cidadania, passar anos esperando por uma oportunidade de poder operar nas faixas de Radioamador,

ter sido trapaceado descaradamente pelos sócios pilantras), Gert Wallerstein sempre foi uma pessoa serena, prestativa, brilhante, transmitindo uma paz de espírito sem igual com quem conversava. Quem o conheceu mais proximamente, acabou se tornando amigo íntimo. Os filhos também seguiram o mesmo estilo carismático do pai, sendo que o Ludwig, que herdou não só a simpatia e o carisma do Gert, mas também a inteligência, tem hoje uma bem sucedida rede de fotocopiadoras em RECIFE.

De todos os grandes pioneiros da indústria de equipamentos para Radioamadores, Gert Wallerstein foi um dos mais brilhantes, mas sem a menor sombra de dúvidas, o mais carismático de todos!

Afastado do Radioamadorismo (mas de vez em quando, ligava seu Yaesu FT-747 pra corujar o pessoal), e devido às decepções e traumas que teve com o fim de sua empresa, Gert nunca mais teve contato com os equipamentos que fabricou. Ele sequer tinha cópia dos esquemas de seus próprios rádios…

Nesses últimos três meses tentei ir até RECIFE para entrevista-lo, pois estava escrevendo um artigo sobre a Eudgert que será publicado na próxima revista CQ Radioamadorismo, mas infelizmente ele não pode me atender, pois estava com a saúde muito fragilizada, devido a um enfisema pulmonar. O último e-mail que recebi dele foi em 06 de outubro passado, onde recebi o seguinte relato:

“Caro Adinei:

Por estar semi-hospitalizado devido a  uma pneumonia, ficarei inibido temporariamente de responder com rapidez suas mensagens.

Até breve,
Gert Wallerstein”

Até breve, meu amigo! Teus brilhantes ensinamentos e teu inigualável carisma jamais serão esquecidos pelos Radioamadores brasileiros!

73,

Adinei, PY2ADN

Fonte: email escrito por PY2ADN e publicado na lista QRP-BR.

LABRE Convoca Radioamadores para Monitorar Piratas

O pico do ciclo solar proporcionou grande melhora na propagação de sinais de rádio especialmente nas bandas 10 e 12m. Além de proporcionar mais atividade DX nas bandas altas, outro problema antigo voltou a incomodor os radioamadores. É comum escutar estações não habilitadas (piratas e clandestinas) operando ilegalmente em frequências de uso exclusivo para radioamadores, principalmente nas bandas de 10 e 12 metros.

A LABRE, atenta às reclamações dos radioamadores, montou um sistema para receber informações sobre estas atividades ilegais em nossas faixas. Através da internet, o sistema da LABRE recebe as informações e as compartilha com a ANATEL, mantendo seguro os dados dos informantes, e passa a exigir fiscalização da ANATEL com basa nas denúncias.

As informações recebidas pela LABRE também são compartilhadas com o Sistema de Monitoramento da IARU (IARU/MS). O IARU/MS é uma força-tarefa mundial coordenada pela IARU para identificar, localizar e denunciar qualquer ameça ou invasão ao espéctro reservado exclusivamente aos radioamadores.

CONVOCAÇÃO PARA RADIOESCUTA EM 10 E 12 METROS

O GDE/LABRE convoca os radioamadores e radioescutas para monitorarem as
faixas de 10 metros (28 MHz) e 12 metros (24 MHz) entre os dias 23 de
outubro e 26 de novembro de 2012.

O objetivo é identificar frequências e características das operações
piratas que ocorrem nestas faixas.

Ao monitor é indicado redigir um log e enviar as informações referentes
a cada frequência invadida pelo formulário disponível em:

http://www.radioamadores.org/interativo/interativo.htm

Se possível, acrescente dados qualitativos nas escutas, como se as
estações piratas aparentam estar móveis, fixas, quais origens, etc. É
possível ainda enviar gravações tanto pelo formulário como por e-mail:
contato@radioamadores.org

As informações recebidas serão compartilhadas institucionalmente pela
LABRE Federal para a fiscalização da ANATEL. Os dados pessoais dos
informantes serão preservados.

O Sistema de Monitoramento da IARU (IARU/MS) também está integrado nesta
força tarefa.

Transforme sua indignação em ação. Denuncie as estações piratas,
clandestinas e os eventuais invasores do espectro do Serviço de Radioamador.

GDE/LABRE, 23 de outubro de 2012

Dia Nacional do AM em Portugal

A Associação de Radioamadores do Litoral Alentejano – ARLA, convida de novo os Radioamadores, nacionais e estrangeiros, a participarem numa emissão especial, em Amplitude Modulada – AM, nas faixas dos 40, 20, 10, 6 e 2 metros, Sábado, dia 3 de Novembro de 2012.

Como já é do vosso conhecimento, com o fim das emissões em AM a 30 de Outubro de 2011, a Pro-Funk (Rádio Deutsche Welle) desligou definitivamente o seu centro emissor de onda curta em Sines e a Rádio Difusão Portuguesa – RDPi mantém actualmente a suspensão das respectivas emissões, não se sabendo se mais alguma vez voltará a emitir em Onda Curta desde Portugal.

As emissões em Amplitude Modulada promovidas pela Associação de Radioamadores do Litoral Alentejano terão lugar nas seguintes frequências e horários (atendendo à mudança horária a realizar-se no dia 28 de Outubro de 2012 para o período de Inverno em Portugal):

7,143.0 MHz (+- 5 kHz) – a partir das 09:00 UTC (a mesma hora oficial de Lisboa) e enquanto a propagação permitir os resultados desejados, voltando a repetir-se a partir das 19:00 UTC e novamente enquanto a propagação permitir os resultados desejados.

14,270.0 MHz (+- 5 kHz) – das 13:00 às 14:00 UTC (a mesma hora oficial de Lisboa).

29,075.0 MHz (+- 5 kHz) – das 14:00 às 15:00 UTC (a mesma hora oficial de Lisboa).

144,575.0 MHz (+- 5 kHz) – das 15:00 às 16:00 UTC (a mesma hora oficial de Lisboa).

50,575.0 MHz (+- 5 kHz) – das 16:00 às 17:00 UTC (a mesma hora oficial de Lisboa).

Esta iniciativa procura sobretudo atingir os seguintes objectivos:

a) Proporcionar uma oportunidade para a utilização de equipamentos antigos ou de colecção.

b) Promover a formação prática e sensibilização para uma forma de emissão que está a cair em desuso, numa acção particularmente vocacionada para a formação/experimentação dos Radioamadores da categoria 3 (neste caso através de apoio tutelado e utilização de outra estação individual ou estação de uso comum associativa).

O convite estende-se a todas as associações nacionais e internacionais que se queiram envolver nesta acção de formação/sensibilização, nomeadamente proporcionando actividade num modo de emissão que fez história, demonstrando as virtudes e qualidades sonoras de equipamentos antigos, ou alertando para as actuais catastróficas interferências que estão a inviabilizar o uso quotidiano das emissões de telefonia em A3E (Amplitude Modulada) em muitas regiões.

Propomos que, para ajudar os colegas de categoria 3, cada tutor faça uma simples introdução técnica ao modo de emissão, que se informem de uns quantos factos históricos pelo meio e que se ponham as estações no ar às horas combinadas, sempre que tal seja possível!

A escolha da maioria destas frequências (excepto os 6m) é proposta a pensar também nos colegas da categoria 2 de prefixo CS para que assim possam começar uma actividade num modo de emissão que já fez história.

O envio do relatório de actividade (“Log Book”), não é obrigatório mas seria gratificante para a organização receber aqueles que puderem ser enviados para o endereço de correio eletrónico: cs5arla+dia.do.am@gmail.com

Fonte: João Costa (CT1FBF)

CQ #5: Estação PW7T, CQMM 2012 e muito mais

A revista CQ Radioamadorismo trás na edição 5 matéria com a história da estação de competição PW7T e a história do Fortaleza DX Group. Esta edição também trás em primeira mão o resultado do CQMM DX Contest 2012. Uma matéria especial mostra como proteger sua estação de raios e descargas atmosféricas. E mais matérias sobre Boatanchor Radio, Contestes, Diplomas, DXpeditions, Ham Radio News, Novos Produtos, Projetos & Montagens – Um transceptor transistorizado, Radioamadorismo para quem (ainda) não é radioamador, SWL.Plus e VHF+.

Conteúdo desta edição:
Estação de Conteste PW7T – A vitoriosa estação de conteste brasileira
Resultado do Concurso CQMM 2012
Especial – Como proteger sua estação de raios e descargas atmosféricas
Boatanchor Radio
Contestes, Diplomas, DXpeditions
Ham Radio News
Novos Produtos
Projetos & Montagens – Um transceptor transistorizado
Radioamadorismo para quem (ainda) não é radioamador
SWL.Plus, VHF+

Acesse RADIOHAUS e peça a sua ou assine!

CY9M: QSL pronto para ser enviado

O organizadores da DXpedição CY9M apresentaram o layout do QSL que será enviado aos que solicitaram confirmação via direta ou bureau. “O QSL é a cortesia final de uma QSO”, nestes tempos de LoTW e eQSL, abrir um envelope de dar de cara com um desses é muito mais excitante que ver uma fria confirmação no computador.

 

IC-7100: Novo Compacto da Icom

Nas próximas semanas, a Icom coloca a venda no mercado o IC-7100, um transceptor compacto para operação móvel para HF/VHF/UHF all-mode. O novo modelo aposta em algumas funcionalidades interessantes para se destacar no disputadíssimo segmento de transceptores compactos.

A principío o IC-7100 parece ser apenas um substituto para o IC-7000 ou mesmo o IC-706, porém oferece DSP na etapa de IF, modo D-Star DV e tela sensível ao toque. A tela gráfica apresenta informações em gráficos, como a R.O.E e medidor mult-função. O rádio tem um slot para cartões SD que pode ser usado para gravar o áudio recebido e ampliar a capacidade de canais memorizados.

Assista ao vídeo do rádio apresentado pela primeira vez na Feira de Tóquio:

K3EST Aposenta-se após 35 anos a frente do CQWW

Após 35 anos, Bob Cox, K3EST deixa posição de Diretor do CQ WW Contest. O comunicado foi feito hoje por Dick Ross, K2MGA, Editor da CQ. Bob assumiu as rédias do CQWW em janeiro de 1977, junto com Larry Brockman, WA6EPQ (atualmente N6AR) que dividiu a tarefa com Bob até março de 1994. 

Ao fazer seu anúncio aos membros do CQ World Wide Contest Commitee, Bod disse:

35 anos envolve quase toda a história da competição moderna. Desde os logs em papel até os dias de hoje que requerem respostas instantêneas. Durante este tempo tornamos o CQWW a vanguarda de quase tudo usado nos contests atualmente incluindo a checagem dos logs… Com isso em mente… I estou cansado e desejo continuar em outras áreas de interesse.

Ross em seu comunicado disse que a parceria foi longa e frutífera respondendo a Cox "foi uma honra ter trabalhado com você por todas estas décadas. Suas contribuições para a arte e ao radioamadorismo esportivo foi enorme".

A aposentadoria de Bob Cox torna-se efetiva imediatamente. Seu sucessor ainda não foi nomeado.

Fenarcom 2012

A Feira Internacional de Radiocomunicação – FENARCOM 2012, sexta edição, será realizada nos dias 15, 16, 17 e 18 de novembro. O evento reune radioamadores, fabricantes/representantes de equipamentos para o mercado de radiocomunicação. Além da feira, diversos outros eventos sãor realizados em paralelo, tornando a cidade de Indaiatuba (SP), o grande epicentro da radiocomunicação.

A FENARCOM é inspirada na experiência americana da Hamvention na cidade de Dayton, que já acontece há mais de 50 anos. É considerado o evento mais tradicional para os Radioamadores em todo o mundo.

A cidade de Indaiatuba possui todos os requisitos para sediar um evento similar à Dayton, como fácil transporte rodoviário e aéreo (a cidade é servida por ótimas auto-estradas e pelo Aeroporto de Viracopos-Campinas, a menos de 10km do centro), ótima localização, ampla rede hoteleira e de alimentação, além de ser extremamente agradável, moderna e organizada.

Mais informações aqui.

Nos encontramos na FENARCOM!

CW na Última Trincheira

Muito antes da invenção do rádio, o Código Morse e com ele a telegrafia por fios, era largamente usada nas comunicações mundiais. Com o advento do rádio, foram-se os fios, surgiu o CW (Continuos Wave). Então, veio a transmissão da voz, então o CW sobreviveu como “backup”. Veio a Internet, criada com arquitetura distribuída – sem ponto central – capaz de continuar operacional mesmo se parte dela fosse danificada (resiliente, mas nem tanto segura). As forças armadas ainda capacita cada vez menos contingente para usar o código morse. No fim das contas, ficamos apenas nós, radioamadores como os últimos a utilizar de forma continuada a telegrafia. Mesmo assim, na última trincheira da guerra pela sobrevivência, a telegrafia é desconhecida por grande parte dos radioamadores.

Para alguém se tornar radioamador Classe B (somente), ele precisa aprender a transmitir e receber o Código Morse. Esta é a única exigência “LEGAL” para manter o CW vivo. Depois que o radioamador ingressa no rádio, usar o Código Morse é uma decisão particular. Nada o impede de simplesmente esquecer o Código Morse e praticar uma das muitas facetas do radioamadorismo que não requerem qualquer conhecimento de CW.

Será que manter o CW obrigatório para ingresso no radioamadorismo é mesmo a melhor forma de proteger o CW?

Manter o CW obrigatório apenas para afastar o cidadão comum das nossas faixas é cair no mesmo erro das companhias que investiram no telegrafo com fio: esqueceram que o mundo gira, um dia alguém inveta algo melhor!

Pode ser uma das formas, mas não está entre as mais simpáticas. O ser humano tem aversão a qualquer imposição. Ele gosta mesmo é de liberdade. Liberdade para escolher o quer vestir, comer, pensar e fazer. Praticar CW não é exceção. Via de regra, quando alguém está inclinado a se tornar radioamador boa parte desse interesse desaparece quando ele descobre que será obrigado a aprender CW, mesmo que depois ele não seja útil.

Tudo que alguém faz na vida com afinco depende de motivação. Quem aprendeu CW e continua a usá-lo é porque percebeu alguma utilidade (motivação) dentro  do radioamadorismo para sua prática. Uns gostam de CW por puro prazer de se comunicar utilizando uma linguagem criada a quase 2 séculos; pela sua simplicidade e beleza. Outros usam o CW de forma mais pragmática. Os DXistas sabem que sinais em CW tem maior alcance que em fonia, portanto tem uma utilidade prática e não abrem mão disso. Há também que use o CW por necessidade, uma deficiência na fala ou física.

Portanto, usar o CW sempre foi uma opção, nunca foi obrigatório.

Somos a última das trincheiras. Sem nós, o “código” será esquecido. Mas sua exigência nos exames não parece ser tão benéfica ao nosso próprio hobby. Manter o CW como um divisor entre PX e PY é tão imoral quanto a formação do guetos de judeus. O que realmente deve separar um operador da Faixa do Cidadão e um operador do Serviço de Radioamador é o conhecimento técnico e procedimentos operacionais rígidos exigidos pelos órgãos competentes (ITU, IARU e ANATEL) para operar uma estação de radioamador adquiridos.

Quando o CW foi eliminado para ingresso à Classe C (e à extinta Classe D), não houve qualquer modernização no conteúdo técnico exigido, e nem enrijecimento dos exames sobre procedimentos operacionais e éticos. As provas aplicadas pela ANATEL são simples gabaritos que podem ser decorados, sem qualquer necessidade de preparação prévia. Assim, o cidadão comum que operava na Faixa do Cidadão passou a operar nas faixas de Radioamador sem passar por um aperfeiçoamento técnico, ético e operacional. Não é a falta do aprendizado de CW que está faltando.

A questão não é “se” o CW será eliminado do processo de ingresso e promoção de classe ao Serviço de Radioamador. A questão é “quando” ele for eliminado, os demais exames serão capazes de separar o cidadão comum, do cidadão capacitado para operar uma estação de rádio que, por mais simples, emitirá radiação eletromagnética dentro de um limitado espectro de radiofrequência?

Multa pesada para estação de 11 metros irregular

A FCC, equivalente a ANATEL nos Estados Unidos, anunciou em 17 de julho que imputou multa de 12.500 Dólares ao Sr. Glenn S. Yamada, morador da cidade Kenai no Alasca. O Sr. Yamada foi acusado de “violar de forma deliberada e repetida a Seção 301 do Código de Comunicações de 1934” por usar um rádio para a Faixa do Cidadão “sem solicitar licença à FCC”.

Em janeiro de 2012, a FCC recebeu denúncia referente a interferência à um usuário licenciado da banda de aviação — um serviço de proteção à visa — em 21.964 MHz. De acordo com a FCC, a denúncia “tratava de um voz masculina falando e interferindo no controle e monitamento do tráfego aéreo sobre o Atlântico Norte”. A FCC monitorou a frequência através do Sistema de Localização de Sinais nos dias seguintes, e em 31 de janeiro, “foi observado um sinal com as características da referida denúncia transmitindo na frequência de 21.965MHz”. A FCC observou que o indivíduo estava usando o indicativo “1600 Alasca”, que a frequência fundamental era 27.025 (canal 6 da Faixa do Cidadão) e que as transmissões estavam vindo de Kenai.

Um agente do Setor de Fiscalização da FCC no Alasca usou tecnicas de localização de sinais e encontrou a fonte da interferência. Ele descobriu que o sinal estava vindo da residência de Yamada e que a transmissão no canal 6 da Faixa do Cidadão produzia um sinal espúrio na frequência de 21.965 MHz. O Sistema de Licenciamento Universal da FCC revelou que Yamada não tinha licença para operar uma estação da Faixa do Cidadão.

O agente, acompanhado de um oficial dp Departamento de Polícia de Kenai, inspecionou a estação de Yamada em 6 de fevereiro. “O agente observou um transmissor não-certificado da Faixa do Cidadão e um amplificador linear como parte da estação de 11 metros do Sr. Yamada”. O Sr. Yamada admitiu ao agente que o amplificador linear era capaz de gerar uma potência de saída de 200 Watts. O agente observou que o transmissor e o amplificador linear estavam conectados e que o linear estava conectado a uma linha de transmissão que levava até uma antena direcional no quintal da casa do Sr. Yamada. O Sr. Yamada declarou ao agente que este setup era para praticar seu hobby e que ele estava operando com ele nas últimas semanas”. O Sr. Yamada admitiu ao agente que ele usava o apelido “1600 Alasca”.

A Seção 301 do Código de Comunicações diz que “ninguém deve fazer uso ou operar qualquer aparato para transmissão de energia ou comunicação ou sinais por rádio dentro dos Estados Unidos, exceto segundo e de acordo com a legislação e com uma licença concedida segundo os termos da Lei”.

O regulamento da FCC diz que os operadores da Faixa do Cidadão não são exigidos a ter uma licença individual porque eles já são autorizados, desde que, no entanto, eles operem somente com equipamentos certificados pela FCC e que nunca o transmissor – mesmo que certificado – seja conectado a um amplificador de rádio frequência (RF), geralmente chamada de linear ou amplificador linear em nenhuma hipótese. A FCC tem o direito de presumir que você usou um linear se um amplificador for localizado na propriedade do operador e se houver qualquer outra evidência de qua a estação esteve operando com mais potência que a autorizada.

De acordo com o FCC Forfeiture Policy Statement, a multa básica por operar sem autorização em um serviço de comunicação é 10.000 Dólares, e que o valor final levará em conta outros fatores agravantes como natureza, circunstância, intensão e gravidade da violação e a respeito do infrator, o grau de culpabilidade, histórico de infrações anteriores, capacidade de pagar, entre outros aspectos como a justiça possa exigir. A FCC conclui o processo assim: “Considerando a Lei e os fatores agravantes ao referido caso, nós concluímos que o Sr. Yamada é aparentemente responsável por uma multa no valor de US $12.500”.

Yamada tem até 17 de agosto de 2012 para pagar o valor total da multa ou protocolar uma declaração escrita buscando a redução do valor ou seu cancelamento. A declaração escrita solicitando redução ou cancelamento da multa, se houver, deve ser acompanhada de documentação detalhada, como declarações de impostos federais dos últimos três anos, e livro contábil completo, confiável e objetivo que demonstre com precisão a situação financeira atual do Sr. Yamada.

PS1J: V Jamboree Nacional Escoteiro

A estação PS1J estará no ar durante o V Jamboree Nacional Escoteiro a ser realizado no Rio de Janeiro. Abaixo, comunicado da LABRE-RJ sobe o evento:

imageEntre os dias 15 e 20 de julho de 2012, acontecerá no Rio de Janeiro o V Jamboree Nacional Escoteiro, um grande evento que reunirá cerca de 5.000 escoteiros acampados nas instalações do Centro Nacional de Tiro Desportivo (do Exército Brasileiro), e cujo tema será Muitas Origens, Um Só País.

image

Como parte das atividades educativas que acontecerão, está o funcionamento de uma base de radioamadorismo em que os jovens serão convidados, motivados e estimulados a conhecer esta modalidade de comunicação, tão antiga e ao mesmo tempo tão moderna.

Para que esta base pudesse funcionar de forma atraente aos jovens teremos uma equipe de 34 radioamadores, sendo 26 do Movimento Escoteiro e 8 da LABRE-RJ, que se reversarão durante todo o dia atendendo aos jovens, abrindo os contatos, orientando e fazendo a manutenção nos equipamentos.

Nesta tarefa destacamos a participação da LABRE-RJ, que tem sido uma parceira importante e indispensável em uma tarefa deste porte. Além do pessoal, a mesma disponibilizou nosso indicativo especial (PS1J – como uma agregação de PY (Brasil) + S (Scout) + 1 (primeira região – RJ) + J (Jamboree), ou seja Jamboree Nacional Escoteiro, no RJ) e atuará como nosso "manager" para este evento.

Nossa base funcionará dia e noite, sendo que durante o dia teremos nossos jovens presentes e operando os rádios, e à noite os radioamadores assumem o "shack" nos contatos. Seria muito importante então. para motivar mais e mais jovens nas lides radioamadoras que durante o dia pudéssemos encontrar muitos radioamadores presentes nas QRG, mostrando que tão grande quanto a fraternidade escoteira é a fraternidade radioamadora. À grosso modo, podemos dizer que a cada hora uma nova turma de jovens estará  entrando e saindo do shack, por isso, mesmo que já tenha feito um contato, cada radioamador está convidado a voltar, e conhecer outros jovens e assim incentivar um grande número de novos radioamadores. Os cartões QSL recebidos serão confirmados com um belo cartão do evento.

Fica aqui nosso convite para um QSO, com um aperto de canhota, um Sempre Alerta e um caloroso 73

PQ7FD & PW7FD: Dia do Bombeiro

x14p0col

O Corpo de Bombeiro Militar do Rio de Janeiro é o mais antigo do Brasil. Foi fundado pelo Imperador D.Pedro II em 2 de julho de 1856, após a incidência de inúmeras tragédias, como os incêndios do Teatro São João, em 1851 e 1856. Nesta data comemora-se o dia do Bombeiro no Brasil.

Para celebrar esta data, durante todo o mês de julho, as estações PW7FD (SSB/Digitais) e PQ7FD (CW) estarão no ar nas bandas de 10-40m.

O cartão QSL pode ser solicitado ao manager PS7AB via bureau, LoTW ou direta (enviar SASE+US$1), SWLs são bem-vindos.

QST: Versão Digital

hna0ntcl

Ontem, pela primeira vez desde que me tornei sócio da ARRL há 10 anos, recebi a QST de Junho ao mesmo tempo que os Norte Americanos. Isso foi possível por causa do maior e melhor passo que a QST deu desde 1915, quando foi criada: tornou-se DIGITAL.

Para quem preferir, a revista de papel continuará chegando na porta da sua casa, no entanto, todos os membros da ARRL terão acesso à versão digital sem custo extra.

zvebpowx

A imagem acima é do vídeo de abertura da edição (é a revista tem vídeos) mostrando a capa da QST lá em 1915 e depois a nova versão digital no iPad. Mas quem ainda não tem um iPad, pode ler a QST no computador.

QST Apps

Eu não fico muito animado quando tenho que ler algo no computador. Gosto mesmo é de papel, mas confesso que o aplicativo de leitura usado pela QST é muito confortável. Li toda a revista sem aquele incômodo de estar lendo algo na Internet. O aplicativo reproduz inclusive o som de virar as páginas. Além disso, muitos artigos trazem vídeos, links e conteúdo extra para enriquecer o assunto. Outra facilidade é a busca eletrônica na revista. Basta digitar o que você precisa que pumba, já está lá.

Fora estas incríveis novidades, o conteúdo continua excelente, no mesmo nível que a versão em papel. Que maravilhoso mundo em que vivemos!

DXCluster: Uso Anônimo, será?

f445tkqd

É indiscutível que o advento do DXCluster permitiu um extraordinário avanço na prática do DXismo. Hoje, basta se conectar a algum DXCluster para saber onde estão as figurinhas. Mas pouco a pouco, a rede de DXClusters mostra sua fragilidade e uma lado negro que não combina com o radioamadorismo.

Muitas pessoas acreditam que podem usar o DXCluster anonimamente para fazer uma crítica, ofender ou mesmo fazer acusações e que permanecerão no mais perfeito anonimato. Não é bem assim.

No primeiro dia da Dxpedição-surpresa ao Yemen, 7O6T, eu, PT7AG/PY8AZT; Barreto, PT7CB e Fabiano, PT7AK/PY3VK nos encontramos na PW7T – estação de contest do Fortaleza DX Group – para tentarmos entrar no log, pois nem um de nós temos estação em casa e não queríamos perder a chance de trabalhar um dos DXCC mais raros do mundo, assim como qualquer outro DXista.

Ouvimos a 7O6T primeiro em 15m CW, em seguida eles também estavam em 20m SSB, mais tarde em 40m CW. Então, nos distribuímos nas três estações independentes que temos na PW7T e passamos a enfrentar o pileup. A estratégia era: quem conseguir o contato primeiro se revessaria com os demais.

O primeiro QSO foi em 21024 em CW. Eu trabalhei como PT7AG, depois o Fabiano também trabalhou como PT7AK, depois ele trabalhou novamente como PY3VK. Eu ainda tentei trabalhar como PY8AZT, mas só consegui mais tarde em 20m SSB. Enquanto eu tentava meu QSO, ouvimos alguém trabalhar a 7O6T com o indicativo PT7CB.

Todos sabem que o Barreto não faz CW, além do mais ele estava do nosso lado tentando seu primeiro contato em 20m SSB. Poucos minutos depois, quando estávamos avisando o Barreto do ocorrido, vimos no DXCluster os dois spots abaixo:

PT7GRONGA- 21024.0 7O6T Muitos QSO Gronga, que beleza! 0043 01 May Yemen
GRONGA-@   21024.0 7O6T Muitos QSO Gronga, que graça   0040 01 May Yemen

GRONGA seria a maléfica e imoral prática de trabalhar uma figurinha DX em nome de outra estação, no intuito de “ajudar” o colega. Além de imoral é uma prática que TODOS os DXistas sérios abominam, pois qual a lógica de deixar outra pessoa fazer um contato por você?!

Como eu acho que todos tem o direito de dar sua opinião, seja ela qual for (igual ou diferente da minha), desde que isso não seja feito de forma ANÔNIMA, resolvi procurar a origem do spot para que o autor dos spots saiba que usar o DXCluster de forma anônima não é tão seguro como ele pensa. Quem sabe, ao ler este artigo ele resolva se pronunciar publicamente informando seu nome e indicativo.

Deixando Rastros Digitais

Tudo que você faz em frente a um computador conectado à Internet deixa um “rastro digital”. Esse rastro é o seu IP, um número de identificação que seu provedor lhe fornece no momento que estabelece sua conexão. O provedor registra por 5 anos qual IP cada cliente usou e por qual período.

Portanto, ao visitar um site, enviar um email, conectar-se a um DXCluster você deixa registrado seu IP nos servidores por onde passou.

O primeiro passo foi descobrir o IP de origem dos spots. Pois bem, passei alguns dias enviando emails, pedindo ajuda aos administradores de DXCluster, explicando que o spot foi anônimo, e finalmente recebi de volta a resposta informando o IP de origem dos dois spots:

Hello Luc Moreira

I’m administrating www.dxsummit.fi and you can e-mail me if you have something to ask. I don’t know why the Report Abuse didn’t worked for you sorry about that. 
The spots are sent from IP: 177.106.231.204 , spots are removed and the sending callsigns and IP are blocked.

Best regards.

Como podem ver, as mensagens dos spots foram removidas do servidor do dxsummit:

PT7GRONGA-     21024.0 7O6T         Message removed!      0043 01 May   Yemen
GRONGA-@       21024.0 7O6T         Message removed!      0040 01 May   Yemen

Com o IP de origem dos spots, passei a buscar onde este IP foi utilizado. A Internet oferece ferramentas que mostram inclusive a localização geográfica do usuário.

O resultado da pesquisa sobre o IP mostra a localização geográfica do servidor do provedor que forneceu o IP para o usuário:

vh4rqtrw

Como todos tem direito a sigilo de seus dados pessoais, até mesmo quem comete um crime, para chegar ao nome e endereço do autor dos spots teríamos que pedir autorização à Justiça, então o provedor seria obrigado a fornecer os dados do cliente. Como não estamos procurando um pedófilo ou um assassino em série, e achamos que foi somente um ato impensado de pré-julgamento por achar que havia apenas uma única pessoa fazendo todos os contatos por mim, Barreto e Fabiano, resolvemos parar por aqui.

O objetivo era apenas mostrar que se esconder por trás de um nome falso para dizer na Internet o que não tem coragem de dizer pessoalmente é arriscado. Você pode arranjar muitos problemas com a justiça brasileira, além de passar por uma baita vergonha entre seus pares.

Landell de Moura: Herói da Pátria

nf2jl3ex

Landell de Moura – o verdadeiro inventor do rádio – é o 11o brasileiro a ter seu nome no Livro dos Heróis da Pátria em reconhecimento aos seus grandes feitos que incluem inventar o rádio, base teórica e prática para televisão entre outros.

Localizado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília, o Livro dos Heróis da Pátria, de acordo com a Lei 11.597/07, destina-se ao registro perpétuo do nome dos brasileiros ou de grupos de brasileiros que tenham oferecido a vida à Pátria, para sua defesa e construção, com dedicação e heroísmo. A distinção só pode ser concedida no mínimo 50 anos depois da morte do homenageado.

Por seu pioneirismo nas telecomunicações, o padre Landell de Moura é considerado o "patrono dos Radioamadores Brasileiros".

Também estão na lista Alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes; Zumbi dos Palmares; Marechal Manuel Deodoro da Fonseca; Dom Pedro I; Marechal Luís Alves de Lima e Silva, Duque de Caxias; Coronel José Plácido de Castro; Almirante Joaquim Marques Lisboa, Marquês de Tamandaré; Almirante Francisco Manuel Barroso da Silva, Barão do Amazonas; Alberto Santos Dumont e José Bonifácio de Andrada e Silva.

Fonte: G1

Engenhoca Decodificadora de CW

grqzo2qc

Diante do recorrente debate sobre usar ou não computador para transmitir e/ou receber telegrafia durante os contest, resolvi republicar um e-mail que escrevi em 2008 sobre um dispositivo interessante usado para decodificar CW que realmente funciona:

Numa determinada lista de discussão internacional, alguém perguntou 
sobre que tipo de dispositivo pode ser usado para copiar CW de forma clara.

Resposta do WW3S:

"Eu uso um sensor auditivo (orelhas) conectado a uma velha, mas ainda utilizável, CPU (cérebro) ligado a um braço articulado que está conectado a outros 10 dispositivos também articulados, os quais são usados para pressionar botões em um teclado... Eu admito, isto é uma técnica um pouco ultrapassada para os dias de hoje, mas funciona muito bem..."

Com isso, fica a mensagem: "CW de verdade é do jeito antigo!!" :)

ESCOM Realiza Exames para Militares

Nesta segunda-feira (24), a ESCOM (Escola de Comunicações do Exército Brasileiro) realizou provas para ingresso no Serviço de Radioamador. A realização dos exames contou com o apoio da LABRE-DF, ANATEL e CRAEC (Clube de Radioamadores da Escola de Comunicações). Após o exame, 8 militares foram aprovados e passaram a integrar o quadro social do CRAEC.

Através de email, Glauber PT2AC/PS7EB informou que isto “é apenas o início de novos tempos tanto para o CRAEC e para a ESCOM”. Eles planejam realizar pelo menos mais 3 exames, incluindo os alunos do curso S-17 de Telegrafia. “O intuito é reoxigenar nossos quarteis com novos radioamadores” completou Glauber.

A estratégia de aproximar o Exército Brasileiro e os radioamadores conta com o CVA – Concurso Verde Amarelo – que é realizado anualmente pelo CRAEC. A competição é a mais tradicional do Brasil, com 52 anos de história. Este ano, o CVA será realizado nos dias 18 (CW) e 25 (SSB) de agosto, aberta para todos os radioamadores do mundo.

Novo TS990: Kenwood & Apple

Kenwood

Antes de me tornar um contesteiro visceral, minha fabricante de rádio predileta era a Kenwood. Na década de 1990, eu imaginava que nada poderia ser melhor que um Kenwood. Mesmo usando os dois rádios mais fascinantes já fabricados pela Kenwood TS2000 e TS870. Ao me tornar um contesteiro,  descobri que existia a Yaesu com sua série incrível do FT1000 e seus irmãos mais novos. Em 2001, como faziam todos os contesteiros migrei para o FT1000MP e fui um usuário e admirador deste rádio até meados de 2006, quando fiz QSY para Fortaleza. Aqui, conheci de perto outra pérola da indústria: IC756ProIII. Mas, confesso que nunca esqueci minha primeira paixão (Kenwood).

Acompanhei todos os lançamentos da Kenwood nos últimos 10 anos. Li reviews na esperança de que a Kenwood estaria tirando algo da cartola para desbancar a Icom e Yaesu, mas em cada um ficava mais claro que a Kenwood tinha abandonado o mercado de transceptores para sérios DXistas e Contesteiros. Mas isso tudo mudou quando li os primeiros comentários sobre o TS590 e pesquisei sobre seu revolucionário sistema de F.I.

A Kenwood estava de volta e em grande estilo! Com uma F.I. baseada em upconverter, no lugar das tradicionais F.I. downconverter presentes em quase todos receptores do mercado, o TS590 estava de volta e provocando suspiros (pelo menos me mim)!

Troquei e-mails com felizes e satisfeitos proprietários de um TS590. Consultei grandes contesteiros que estavam usando o TS590 em bandas baixas com sucesso. Li e reli o material técnico disponibilizado pela Kenwood e era verdade: o design do receptor oferecia resultados comparáveis apenas aos top transceivers do mercado (IC7800, FT5000 e K3). Portanto, além de colocar no mercado um excelente receptor por um preço atraente, cerca de $1.700, a Kenwood estava de volta com uma nova e surpreendente arquitetura.

Bem, você deve estar pensando: “esse artigo é sobre o TS590 ou o novíssimo TS990?”. Eu precisava fazer essa introdução para chegar a este ponto.

Apesar do impacto do TS590, este ainda não é um rádio top de linha. O ultimo rádio top de linha da Kenwood foi o TS950SDX, descontinuado (palavra estranha) na década de 1990. Então, era lógico que os engenheiros da Kenwood estariam preparando uma GRANDE surpresa para o mercado de sérios DXistas e Contesteiros utilizando o mesmo conceito do TS590. Finalmente, chegamos ao Kenwood TS990.

Os rumores sobre um novo rádio top de linha da Kenwood estão em toda parte na Internet. Vários fórums especulam sobre o que estaria por vir depois do TS590. Como nenhuma foto foi divulgada, os “artistas” começaram a soltar a imaginação.

Um italiano postou um vídeo de como seria a tela do TS990 (fora a criatividade do autor, essa imagem não tem nada de real):

Fora a criatividade do autor, essa imagem não tem nada de real.

Também apareceu uma foto de como seria o conjunto com um analisador de espectro acoplado ao rádio. Mas uma análise revelou que se tratava de uma imagem produzida no Photoshop (as regiões coloridas na imagem de baixo indicam que foram editadas):

dmy2uljn

Também surgiu uma foto de um rádio com tapumes, parecido com aqueles usados nos protótipos de carro para esconder as linhas do novo modelo:

Rádio com "tapumes" suportamente para esconder as novidades.

Verdadeiro mesmo até agora somente o anúncio da Kenwood na QST de maio 2012:

soihmdw4

Em nota oficial, a Kenwood provocou ainda mais a curiosidade dos radioamadores revelando alguns detalhes sobre o novo equipamento, mas sem mostrar qualquer foto:

April 18, 2012

New Amateur Radio Product to be Exhibited Prior to Worldwide Launch

JVC KENWOOD Corporation is proud to announce that the prototype of a state-of-the-art Amateur transceiver scheduled for worldwide launch under the KENWOOD brand in the winter of 2012 will be unveiled as a reference exhibit at Dayton Hamvention 2012 to be held in Dayton, Ohio, USA (May 18-20). It will also appear at events in Germany and Japan.

Reference exhibit model: TS-990 HF/50 MHz Transceiver
Featuring a dual TFT display and dual receiver, the TS-990 is a top-of-the-range flagship model in the KENWOOD Amateur radio line-up.

Prior to the launch of the TS-990, a prototype will be displayed as a reference exhibit at Dayton Hamvention 2012 in Dayton, Ohio, USA (May 18-20), at HAM RADIO 2012 in Friedrichshafen, Germany (June 22-24), and at Ham Fair 2012 in Tokyo, Japan (August 25-26).

Please note that as this product is under development, published information is subject to change without notice.

Fonte: Kenwood

Segundo a nota, a Kenwood tem o “orgulho de anunciar um transceptor estado-da-arte para radioamadores que será lanchado no inverno de 2012” (leia-se, no fim do ano). Um protótipo (leia-se pode ser somente um modelo em papelão dentro de uma redoma de vidro) será exibido em Dayton (18-20/Maio).

Com relação às funcionalidades do rádio, a Kenwood declara apenas que ele terá uma tela dupla de LCD, dual receiver (capacidade de escutar em duas frequências ao mesmo tempo) e que ele será o novo “top de linha” da marca Kenwood.

Nota do Autor: Parece que os executivos da Kenwood andaram aprendendo uma lição ou duas com o Steve Jobs. O lançamento do TS990 tá parecido um novo produto da Apple. Se houvesse uma KenwoodStore, eu ficaria lá na fila – sim teria uma longa fila de KenFãs (sic) – por dias e noites esperando o dia para ser o primeiro a comprar o novo TS990 que ninguém ainda não viu ou ouviu!

Domínio UIRAPURU está de volta

fegitnzx

Finalmente o UIRAPURU está novamente cantando. Ainda tímido, mas pelo menos está de volta depois de quase 7 anos de luta. Abaixo, a longa história do fim do site Uirapuru e começo do DXBrasil (leia também).

Em 2001, surge o site UIRAPURU, como a página do Uirapuru DX Club, mas logo tornou-se um dos poucos sites dedicados ao Radioamadorismo, DX e Contest com conteúdo em idioma português. O site funcionou entre 2001 e 2005, chegando a ser eleito o melhor site de radioamadorismo do Brasil.

Naquela época, o registro de domínios era feito por várias empresas – basicamente como é hoje – mas a falta de clareza nas regras gerava vários problemas se algo desse errado. E as coisas dão errado no mundo real.

O site lamentavelmente foi retirado do ar em 2005. A empresa na qual eu registrei o domínio UIRAPURU.ORG em 2001, desapareceu do dia para a noite em 2005. Então, eu fiquei sem acesso a administração técnica do domínio. Sem a possibilidade fazer alterações técnicas relativas ao domínio. Então, quando o meu provedor de hospedagem fez uma atualização em seu sistema, o site Uirapuru simplesmente desapareceu e o domínio ficou bloqueado.

Em 2005, eu abri um processo no ICNN, órgão que gerencia a burocracia relacionada à Internet, mas eu tinha que aguardar o pronunciamento da outra parte (que havia desaparecido). Então, o domínio ficou no "limbo" por todos estes anos.

Neste meio tempo (2005-2012), abandonei o projeto "Uirapuru" pois o caso não tinha perspectiva de ser resolvido em pouco tempo.

Como sempre achei que a comunidade DX e Contest era carente em informação de qualidade em idioma português, iniciei o projeto "DXBrasil" em 2005. Nestes 7 anos, nosso site cresceu em conteúdo e popularidade. Hoje, temos 1.645 artigos publicados e recebemos cerca de 7.500 visitas únicas por mês, ou seja, diariamente cerca de 250 pessoas interessadas em informações sobre DX e Contest visitam nosso site.

Depois de quase 7 anos, finalmente o ICNN julgou como procedente minha reclamação e me devolveu a propriedade do domínio UIRAPURU.ORG. A partir de agora, quem acessar o endereço www.uirapuru.org, será redirecionado para o DXBrasil.

73, Luc
__
PW7T Team member
WRTC.2010 Brazilian Team Leader
PY8AZT (also PT7AG, R37U, ZY7C, PX8C, ZZ8Z)
LABRE, ARRL, CWJF & Fortaleza DX Group Member