Arquivo da tag: imprensa

“Emoção” faz o Radioamador diferente da Internet

wiredLogoNew

“De certo modo, não faz muito sentido o radioamadorismo continuar prosperando na era do Twitter, Facebook e iPhones”, é assim que a WIRED Magazine, uma das mais maiores publicações sobre tecnologia do mundo, abre o artigo especial “Why ham radio endures in a world of tweets” [Porque o rádio persiste em um mundo de twitters].

O artigo é muito bem escrito e perspicaz. Ele aborda de uma maneira leve os principais aspectos do nosso hobby em comparação com as modernas formas de comunicação a disposição na Internet e como estamos sobrevivendo a modernidade após um século.

Um trecho deixa claro o que realmente nos diferencia das demais formas de comunicação modernas:

“Para começar, há uma emoção mágica ao estabelecer uma conversa pelo rádio entre duas pessoas distantes que nenhuma comunicação via Internet mercantilizada pode competir”.

O texto discorre sobre nossas gírias – especialmente nosso 73, nossa tradição em trocar de cartões QSL, como obter a licença e enfatiza nosso papel durante tragédias recentes como o 11 de setembro e o terremoto no Chile e Haiti.

Já no final, o autor escreve:

“Mas não é simplesmente o romantismo de colecionar cartões que continua a inspirar os DXistas, sem o desejo de se comunicar livremente. Em vez disso, os radioamadores falam orgulhosos sobre pertencerem a uma “irmandade mundial”, com poucas regras e burocracia, e da habilidade de transcender idiomas, religião e raça – enquanto nunca sabem ao certo quem será o próximo contato”.

E finaliza assim:

“You can tweet all you like, but this is the way to communicate”
[Você pode twittar a vontade, mas esta é a maneira de se comunicar].

“Vamos Ser Grande” divulgará Radioamadorismo para o grande público

Vamos Ser GrandeUm novo livro de uma dupla de autores “bestseller” do New York Times vai oferecer aos leitores uma exposição sem precedentes ao radioamadorismo.  O livro é a autobiografia de dois ícones do rádio comercial dos Estados Unidos: Rick Burgess e Bill “Bubba” Bussey, que são radioamadores desde criança e contam como esse hobby influenciou sua carreira de sucesso.

WE BE BIG [VAMOS SER GRANDE] (Thomas Nelson Publishers, data de publicação: 22 de março de 2011) é a autobiografia de Bill e Rick Burgess "Bubba" Bussey, cujo programa de rádio matinal é ouvido em mais de cinquenta cidades em toda a América, e por rádio via satélite XM.

A equipe já havia publicado vários livros que foram direto para o topo na lista de bestsellers do New York Times. O grande sucesso foi "Rick e Bubba Show" que apresenta uma visão do cotidiano e como ter uma vida animada e divertida.

 

Rick_BurgessBill_Bubba_Bussey_KJ4JJA conexão com o radioamadorismo vem de vários ângulos. Bill "Bubba" Bussey é há muito tempo um operador ativo. Ele é licenciado como Classe Avançada [nossa Classe A] com indicativo KJ4JJ. Ele cita o radioamadorismo como a influência que o levou a uma carreira como engenheiro de transmissão, empresário, um sucesso no-ar. Bussey fala no livro sobre como ele se tornou um radioamador em uma idade precoce e que tem estado ativo desde então. Ele frequentemente discute temas sobre o radioamadorismo no programa de rádio.

N4KCAlém disso, VAMOS SER GRANDE foi co-escrito com a ajuda do renomado autor Don Keith, que também por acaso também é um entusiasta pelo radioamadorismo. Don é radioamador Extra Classe [espécie de Classe B, no Brasil] e seu indicativo de chamada é N4KC. Ele é membro da ARRL – American Radio Relay League – e foi licenciado há quase 50 anos atrás. Keith tem mais de vinte livros publicados, tanto de ficção e não-ficção, e escreve sobre temas como o atletismo da faculdade, a radiodifusão, submarinos e história da II Guerra Mundial. Keith também é um radialistas de longa data, nomeado duas vezes pela Billboard Magazine como o "Personalidade Radialista do Ano". Ele mantém um site com artigos interessantes sobre o radioamadorismo, onde escreve sobre as mudanças tecnológicas e seus efeitos sobre mídia e radioamador.

Fonte: eHam.com

Uso de “Radioamador” proibido nos bancos de Salvador

Em Salvador (PY6), “radioamador” não pode ser usado nas agências bancárias.

Em Salvador, casos são registrados após lei em vigor

Tiago Décimo – O Estado de S.Paulo

A lei proibindo o uso de "celular, radioamador e congêneres" nos bancos de Salvador (BA) começou a valer em setembro do ano passado. No início, a fiscalização notificou alguns bancos por falta de sinalização e outros foram multados pelo flagrante do uso de celulares em suas agências. Atualmente, a delegacia especializada afirma que são registrados dois novos casos de "saidinha" por semana.
Fonte: Estadão.com.br

“Radio Amador oculto no painel” no Mato Grosso

Leia o trecho da reportagem publicada no caderno policial de um jornal do Mato Grosso:

A Polícia Militar de Naviraí apreendeu, na noite de ontem, por volta das 23h, um carro carregado com 20 caixas de cigarros de diversas marcas contrabandeadas do Paraguaio. (…)

No carro, os policiais localizaram um radio amador oculto no painel do carro.
Fonte: Midiamax

Agora, tente imaginar a situação: um radioamador – só se for anão – espremido dentro do painel do carro. O policial pergunta: bonito, hein?!

Que situação!!

Atualização: Naviraí localiza-se no Mato Grosso do Sul, e não no Mato Grosso como foi veiculado.

“Rádio Amador apreendido” em Santa Catarina

Mais um clandestino interferindo nos serviços públicos e um transceptor chamado erroneamente de “rádio amador” pela imprensa. Em Itajaí-SC, a polícia apreendeu um “rádio amador” (leia-se um transceptor) que estava interferindo na comunicação do Codetran, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. Não divulgaram o nome do infrator, mas ele alegou que “não sabia que era proibido utilizar as frequências”. Foi processado e poderá pegar de 1 a 2 anos de detenção.

Abaixo a matéria na íntegra do Jornal de Santa Catarina:

"rádio amador" quer dizer transceptor

Link para o Jornal de Santa Catarina

Jornal Nacional: 150 de nascimento de Pe. Landell de Moura

jn-landellO trabalho dos radioamadores foi importantíssimo em várias tragédias, como no desmoronamento do Morro do Bumba, em Niterói, no ano passado, na queda do avião da Gol, em outubro de 2005, e nas enchentes na Região Serrana do Rio, na semana passada. A atuação deles é uma tradição, nesses momentos.

Fonte: Jornal Nacional

RÁDIO CBN: Radioamadores Voluntários

CBN-logoSenhores,
Nós radioamadores estamos agraciados, parece que de uma hora para outra saímos do anonimato para a fama.
Hoje, (20Jan2011) foi a vez da Jornalista Liriane Rodrigues (Sistema Globo de Rádio) trabalhar uma bela pauta sobre ”os desconhecidos voluntários” que fizeram a diferença! Bem antes dos policiais, bombeiros e defesa civil chegarem eles já tinham informações precisas… O interessante é que mostra claramente que TECNOLOGIA não se dá bem
com catástrofes e nestas horas, o velho e bom ANALÓGICO dá conta do recado. Não é interessante?  Nós somos um grupo de comunicações que não falha jamais! Quero aqui também parabenizar todos os radioamadores que estão empenhados nesta luta, nesta batalha, que acima de tudo, dignifica o ser humano. Parabéns LABRE, RENER, ROER, e 11 METRISTAS, pelo excelente trabalho.
73’s
PY1WX / PY1001SWL / 3GB058
Op.Junior

Abaixo, o áudio da CBN:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Ser Radioamador ainda está na moda

Radioamador teima em não sair de moda

Escrito por Natália Pesciotta

A força-tarefa da rádio nacional foi fundada em 2001.
Notícia ruim chega depressa. Hoje temos eficientes instrumentos para isso: celular, mensagens instantâneas, twitter, radioamador… Não, esta última palavra não errou de frase, nem de década. Saiba que a Rede Nacional de Emergência de Radioamadores foi fundada em pleno século 21, no dia 24 de outubro de 2001. Conhecida como Rener, é uma força-tarefa submetida à Defesa Civil nacional, pronta para agir em situações de emergência ou calamidade, quando os meios de comunicação usuais não puderem ser acionados.
Seja em inundação, incêndio ou seca, epidemia ou deslizamentos, a rede conta com quase dois mil radioamadores conectados pelo País. São pessoas que possuem os transmissores autorizados pela Anatel, se inscreveram na entidade e estão cientes de algumas orientações básicas. Ter sempre à mão caneta e canivete é uma delas. Outra: “Não enfatizar emoção na transmissão dos fatos.” Recentemente, a rede entrou em ação em grandes enchentes no Nordeste e Santa Catarina.

Fonte: Almanaque Brasil

Tarifas Postais mais Altas

Como  anunciado pela imprensa a ECT já está
praticando as novas tarifas para o exterior. Diferentes percentuais
 foram aplicados, inclusive diferenciados tambem entre as
tarifas economica e prioritária. O maior percentual foi
aplicado nas correspondencias economicas destinadas à
Europa(17.7%). Na categoria  prioritária o maior
aumento foi o destino America do Norte com 12.5% . Verifica-se
então  um aumento bem maior para as correspondencias
economicas, tendo em vista que para se expedir um QSL via
prioritária para a Europa estaremos pagando mais 10%, ao
 contrário dos 17.7% na tarifa economica. Verifiquem as
novas tarifas no site da ECT http://www.correios.com.br/exportafacil/cfm/tarifas.cfm
[TNX PT7WA]